August 18th, 2021

Remembrance by Nelson Cascais

http://bronteblog.blogspot.com/2021/08/remembrance-by-nelson-cascais.html

The new album by the Portuguese contrabassist Nelson Cascais is inspired by the poetry of Emily Brontë:


Nelson´s new project Remembrance showcases a set of new compositions based on the poetry of the Victorian writer Emily Brontë, and a band of truly exceptional musicians - Ricardo Toscano, Óscar Graça, João Lopes Pereira, Eduardo Cardinho and the unique voice of Cláudio Alves, mixing acoustic and electronics in a crossover of multiple artistic elements.
In this latest musical adventure, Nelson Cascais is inspired by the universe of the English writer Emily Brontë, famous for her only novel “Wuthering Heights”, but also the author of considerable poetic work. Her life was marked by the death of her mother, two sisters and a brother, and she herself died at just 30 years old. Her poems are, therefore, full of references to the feeling of loss, something that translates into a sad and melancholy light that runs through this new work by Nelson Cascais.

Cláudio Alves - voice . Ricardo Toscano - alto sax . Eduardo Cardinho - vibraphone . Óscar Marcelino da Graça - piano and synths . Nelson Cascais - bass . João Lopes Pereira - drums
Sapo gives further information:
O contrabaixista português Nelson Cascais acaba de editar um novo álbum inspirado na "poesia imensamente bela e profunda" da escritora britânica Emily Brontë, com selo da editora independente Robalo.
O álbum chama-se "Remembrance: The poetry of Emily Brontë" e, tal como explica o músico em comunicado, partiu do "universo obscuro e melancólico" da poesia e da vida da autora inglesa, que morreu aos 30 anos em 1848.
"Nasceu em mim a ideia de desenvolver um projeto que cruzaria estes poemas com a minha composição, que usaria a palavra como mais um elemento de interação no processo improvisacional", afirma Nelson Cascais. (...)
"Com uma vida fortemente marcada pela tragédia, pela solidão e pelo sofrimento, os seus poemas refletem essas vivências de uma forma absolutamente magistral e revelaram-me uma dimensão que eu desconhecia neste grande nome da literatura clássica inglesa", escreveu Nelson Cascais. (Translation)